Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gato com Vertigens

Um espaço com ideias para pensar, divertir e partilhar.

Gato com Vertigens

Um espaço com ideias para pensar, divertir e partilhar.

O gato com vertigens é um blog que se destina a todos aqueles que tiverem algo de inteligente para dizer ou que queiram aprender mais sobre o mundo em que vivemos. Quer seja um comentário a uma notícia, um elogio, uma celebração, um desabafo ou uma denúncia, a sua opinião é bem-vinda.

 

2008 será apenas mais um ano...

Aqui estamos no novo ano.

2008 vai ser um ano bastante redondo, pelo menos no que diz respeito a algarismos.

Estamos agora numa época de inventários e principalmente de Piripaicos

Eu estava mortinha por usar este termo novamente. Num comentário ao meu post sobre o "Piripaico do Sapo" explicaram-me o que isso quer dizer. Um Piripaico é o termo técnico para "indisponibilidade temporária devido a intervenção nos servidores". Acho que se eu fosse um Piripaico teria o aspecto deste amigo aqui ao lado...

Sendo o Piripaico uma paragem para manutenção, acho que o termo se adequa agora à fase de inventário sobre a vida e meditação sobre os objectivos a que nos propomos atingir no ano que agora começámos.

Sobrevivemos à canseira e azáfama do Natal, avançámos mais um ano, eu pessoalmente estou um ano mais velha, mas tudo continua na mesma:

  • Continuam as dificuldades para quem é pobre;
  • O desemprego não poupa 500.000 pessoas, atingindo quase todas as famílias, em muitos casos mais do que um dos membros do casal;
  • A miséria afecta 20% da população, principalmente idosos sem recursos;
  • A Segurança Social persiste em causar insegurança aos trabalhadores, retirando-lhes direitos de ano para ano, em idade de reforma, em anos de trabalho, em ajuda no caso de doença;
  • As finanças insistem em fazer a vida negra aos contribuintes, principalmente àqueles que são honestos e declaram os seus ganhos na totalidade. Porque aqueles que fogem e sempre fugiram ao fisco, por terem mais conhecimentos sobre as diversas formas de contornar a sobrecarga das taxas e impostos, ninguém os consegue apanhar;
  • A justiça continua a funcionar a passo de caracol, em todas as áreas;
  • Os compadrios, padrinhos, cunhas e actividades de administração continuam a ser as únicas maneiras de ter uma vida desafogada neste país;
  • Os bancos não têm pejo em dizer que obtiveram lucros de milhões e milhões de euros, principalmente à custa de sobrecargas nos juros dos empréstimos daqueles que não podem comprar as coisas a pronto (como habitação, carro, artigos para a casa) e que não têm pais banqueiros;
  • Os preços vão aumentar todos outra vez, alguns em 30%, quando o salário mínimo continua a ser uma miséria em relação ao resto da Europa e não dá sequer para fazer face às despesas básicas de uma família.

Portanto se me perguntarem se estou feliz por passar mais um ano, terei que responder que não. O ano que passou não me trouxe nada de bom a nível pessoal e o que chegou agora (sem eu lhe pedir) não me parece que vá ser muito diferente!

As perspectivas para a economia do país continuam a ser muito cinzentas, se não mesmo negras e, como dizia a canção, "p'ra melhor está bem, está bem, p'ra pior já basta assim"...

A vida seria muito melhor se não houvesse tanta guerra, tanta fome, tanta dor, se não andasse meio mundo a enganar outro meio e se os governantes tivessem um mínimo de testa e inteligência para melhorar o que está mal.

Para este post não se tornar demasiado deprimente, ficam aqui algumas das imagens dos meus álbuns nas fotos do Sapo.

Apesar de tudo, desejo a todos um feliz 2008 e que obtenham tudo aquilo que se propuseram conseguir.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.