Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gato com Vertigens

Um espaço com ideias para pensar, divertir e partilhar.

Gato com Vertigens

Um espaço com ideias para pensar, divertir e partilhar.

O gato com vertigens é um blog que se destina a todos aqueles que tiverem algo de inteligente para dizer ou que queiram aprender mais sobre o mundo em que vivemos. Quer seja um comentário a uma notícia, um elogio, uma celebração, um desabafo ou uma denúncia, a sua opinião é bem-vinda.

 

Um irmão assim...

Um amigo meu chamado Paul recebeu de seu irmão um automóvel como presente de Natal. Na noite de Natal, quando Paul saiu do escritório, um menino de rua andava em volta do reluzente carro novo, a admirá-lo.
- Este carro é seu, senhor? - Perguntou.
Paul assentiu.
- Meu irmão deu-me para o Natal.
O garoto ficou boquiaberto.
- Quer dizer que foi um presente de seu irmão e não lhe custou nada? Quem me dera... - Hesitou ele.
É claro que Paul sabia o que ele ia desejar. Ele ia desejar ter um irmão assim. Mas o que o garoto disse chocou Paul tão completamente que o desarmou.
- Quem me dera... - continuou o garoto - ser um irmão como esse.
Paul olhou o garoto com espanto, e então, impulsivamente, acrescentou:
- Gostaria de dar uma volta no meu automóvel?
- Oh, sim, adorava.
Depois de uma voltinha, o garoto virou-se, e com os olhos incandescentes e disse:
- Oh senhor importava-se de passar em frente da minha casa?
Paul esboçou um leve sorriso. Pensou que sabia o que o rapaz queria. Ele queria mostrar aos vizinhos que podia chegar a casa num carrão. Mas Paul estava novamente enganado.
- Pode parar em frente àqueles dois degraus? - Perguntou o garoto.
Subiu os degraus a correr. Então, passados alguns momentos, Paul ouviu-o regressar, mas não vinha depressa. Carregava o seu irmãozinho paralítico. Sentou-o no degrau inferior e depois como que o abraçou fortemente e apontou o carro.
- Aí está ele, amigão, exactamente como eu te contei lá em cima.
O irmão deu-lhe o carro de presente de Natal e não lhe custou um centavo. Um dia eu vou dar-te um igualzinho... então poderás ver com os teus próprios olhos, nas montras de Natal, todas as coisas bonitas sobre as quais tenho tentado falar-te.
Paul saiu do carro e colocou o rapaz no banco da frente. O irmão mais velho, com os olhos a brilhar, entrou atrás dele e os três deram uma volta comemorativa. Naquela noite de Natal, Paul aprendeu o que Jesus queria dizer quando mencionava: «Mais afortunados são os que dão...»
Dan Clark


Fonte: recebido por e-mail.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.