Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gato com Vertigens

Um espaço com ideias para pensar, divertir e partilhar.

Gato com Vertigens

Um espaço com ideias para pensar, divertir e partilhar.

O gato com vertigens é um blog que se destina a todos aqueles que tiverem algo de inteligente para dizer ou que queiram aprender mais sobre o mundo em que vivemos. Quer seja um comentário a uma notícia, um elogio, uma celebração, um desabafo ou uma denúncia, a sua opinião é bem-vinda.

 

Anedotas sobre europeus – Alemães…

«Eine Zigarre in die Mund gibt mir Freude»

(Um charuto na boca dá‑me prazer)

Será que o pai da psicanálise foi seduzido pelo seu próprio nome? Durante mais de dez anos o pastor‑alemão Sujismundo Fróide e o dálmata chinês Carl Yung estudaram o sonho. Depois desses anos todos de intensas pesquisas, chegaram à conclusão que o sonho é muito mais do que aquela massa frita recheada que enfeita a vitrina das padarias e se come por alturas do Natal. Tampouco se detiveram no estudo daqueles sonhos impossíveis que alimentamos, como passar uma noite nos braços da Cindy Crawford, vencer uma luta com o Mike Tyson ou sermos o único totalista na Lotaria do Natal ou no Totoloto.
Esses cientistas trabalharam tão arduamente nas suas pesquisas que depressa se sentiram exaustos e, exaustos, adormeceram. E dormindo, sonharam, e então descobriram que o sonho está dividido em cinco partes: a RAM, a REM, a RIM, a ROM e a RUM.
Logo que adormecemos, o nosso cérebro executa o sonho RAM, que irá reservar um espaço na cabeça do sujeito para armazenar as imagens que ele irá visualizar. Assim como um computador, quanto mais RAM o sujeito tiver melhor será a definição do sonho. O indivíduo normal nasce com aproxi­madamente 4 MegaBytes de memória RAM, o que dá para armazenar a maioria dos sonhos, excepto quando o sujeito sonhar com o Bill Gates segurando o seu Windows 98. Quanto maior a capa­cidade de armazenar imagens o sujeito tem, mais pessoas inter­agem no seu sonho.
A segunda etapa do sonho é a etapa REM — abreviatura da palavra inglesa «Remarks» — que significa observações. Agora, vocês podem perguntar porque é que a abreviatura é em inglês se Fróide era alemão e Yung chinês. Bem até podem perguntar... mas eu posso querer não responder!
Na verdade, é na fase do sonho REM que se produz a REMela, aquela pasta viscosa e esverdeada que gruda nos nossos olhos e nos dá aquele ar de porco logo pela manhã.
A terceira etapa do sonho é a etapa RIM. É normalmente nessa fase que o sujeito que está a sonhar fica com uma vontade extrema de ir à casa de banho.
A quarta etapa, cha­mada de ROM (não confundir com «ROOM», que é o lugar onde o sonho ocorre), é a fase mais importante do sonho! Ela começa mesmo no final da terceira etapa e só termina no início da última!
A última etapa, a etapa RUM, também conhecida como «Bebida Alcoólica Proveniente da Desti­lação do Melaço» ou BACARDI, é aquela que nos proporciona um leve torpor quando acordamos, também conhecido como estado de pós‑embriaguez (ressaca)!
Para finalizar, vamos citar o famoso filósofo John Lennon: «O sonho acabou!».

Fonte: Anedotas da net.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.