Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gato com Vertigens

Um espaço com ideias para pensar, divertir e partilhar.

Gato com Vertigens

Um espaço com ideias para pensar, divertir e partilhar.

O gato com vertigens é um blog que se destina a todos aqueles que tiverem algo de inteligente para dizer ou que queiram aprender mais sobre o mundo em que vivemos. Quer seja um comentário a uma notícia, um elogio, uma celebração, um desabafo ou uma denúncia, a sua opinião é bem-vinda.

 

As pérolas do Português “cromático” - Aprendam, que eu não duro sempre!

Hoje recebi este e-mail sobre o Português que certos “cromos” nacionais usam e não resisti a vir logo postá-lo. Confesso que tenho alguns destes “cromos” na minha família, que podem estar neste momento a ler este artigo. Mas não faz mal, se estiverem, eles sabem quem são e não é por isso que deixo de gostar deles.
Mas achei este e-mail um mimo. Até já aprendi mais algumas destas cromices, que nem sequer conhecia!
Divirtam-se.

 

Alevantar
O acto de levantar com convicção, com o ar de “A mim ninguém me come por parvo! Alevantei-me e fui-me embora!”.

 

Amandar
O acto de atirar com força: “O guarda-redes amandou a bola para bem longe”.

 

Aspergic
Medicamento português que mistura Aspegic com Aspirina.

 

Assentar
O acto de sentar, só que com muita força, como fosse um tijolo a cair no cimento.

 

Capom
Porta de motor de carros que quando se fecha faz POM!

 

Destrocar
Trocar várias vezes a mesma nota até ficarmos com a mesma.

 

Destrocer
Acto de virar o volante na direcção que o arrumador indica, um segundo antes de bater com o pneu no passeio ou com o pára-choques no carro de trás.

 

Este senhor não "destroceu" o volante...

 

Disvorciada
Mulher que se diz por aí que se vai divorciar.

 

É assim...
Talvez a maior evolução da língua portuguesa. Termo que não quer dizer nada e não serve para nada. Deve ser colocado no início de qualquer frase. Muito utilizado por jornalistas e intelectuais.

 

Entropeçar
Tropeçar duas vezes seguidas.

 

Éros
Moeda alternativa ao Euro, adoptada por alguns portugueses com tendência para o erotismo.

 

Falastes, dissestes...
Articulação do presente do indicativo de um verbo… na 4ª pessoa do singular.
Ex.: eu falei, tu falaste, ele falou, TU FALASTES…

 

Fracturação
O resultado da soma do consumo de clientes em qualquer casa comercial. “Casa que não fractura... não predura.”

 

Há-des
Verbo “haver” numa 2ª pessoa do singular inventada: “Eu hei-de cá vir um dia; tu há-des cá vir um dia...”

 

Inclusiver
Forma de expressar que percebemos de um assunto. E digo mais: eu inclusiver acho esta palavra muita gira.
Também existe a variante “Inclusivel”.

 

Lider

Uma famosa cadeia de supermercados, espalhada por todo o país, mas cujo nome poucos portugueses sabem dizer correctamente.

 


A forma mais prática de articular a palavra MEU e dar um ar afro à língua portuguesa, como “bué” ou “maning”. Ex.: Atão mô, tudo bem?

 

Nha
Assim como Mô, é a forma mais prática de articular a palavra MINHA, mas com influências cabo-verdianas. Para quê perder tempo, não é? Fica sempre bem dizer “Nha mãe” e é uma poupança extraordinária.

 

Númaro
Também com a vertente “númbaro”. Já foi apresentada na Assembleia da República uma proposta de lei para se deixar de utilizar a palavra NÚMERO, a qual está em claro desuso. Por mim, acho um bom númaro!

 

Parteleira
Local ideal para guardar os livros de Protuguês do tempo da escola.

 

Pimplocha
Famoso creme português utilizado pelas mulheres. Os ingleses também têm uma versão à qual chamaram “Pink Lotion”.

 

Perssunal
O contrário de amador. Muito utilizado por jogadores de futebol.
Ex.: “Sou perssunal de futebol”.
Dica importante: deve ser articulada de forma rápida.

 

Pitaxio
Aperitivo da classe do “mindoím”.

 

Prontus
Usar o mais possível. É só dar vontade e podemos sempre soltar um “prontus”! Fica sempre bem.

 

Quaise
Também é uma palavra muito apreciada pelos nossos pseudo-intelectuais... Ainda não percebi muito bem o quer dizer mas, neste caso, o problema deve ser meu.

 

Stander
Local de venda. A forma mais famosa é, sem dúvida, o “stander” de automóveis, um dos grandes clássicos do português “cromático”. Existe também na versão Instituição Financeira (Banco “Stander”).

 

Tipo
Juntamente com o “É assim”, faz parte das grandes evoluções da língua portuguesa, que não levam a lado algum. Também sem querer dizer nada, e não servindo para nada, pode ser usado quando se quiser, porque nunca está errado, nem certo.
É assim... tipo, tás a ver?

 

Treuze
Palavras para quê? Todos nós conhecemos o númaro treuze.

 

Para mim, a sexta-feira treuze é um dia como os outros.

 

Tromachê
Famosa cadeia de supermercados de origem francesa.

 

Tufone
Também conhecido por “Tefone”, num “cromático” mais fino. Aparelho que serve para “tefonar”, como é óbvio. Actualmente em desuso com o advento do “Télélé”.

 

PS: Depois de fazer este post, reparei num antigo que tem estas cromices e muitas mais. Divirtam-se a relembrar aqui.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.