Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gato com Vertigens

Um espaço com ideias para pensar, divertir e partilhar.

Gato com Vertigens

Um espaço com ideias para pensar, divertir e partilhar.

O gato com vertigens é um blog que se destina a todos aqueles que tiverem algo de inteligente para dizer ou que queiram aprender mais sobre o mundo em que vivemos. Quer seja um comentário a uma notícia, um elogio, uma celebração, um desabafo ou uma denúncia, a sua opinião é bem-vinda.

 

Guia geral do gato - Cuidados especiais

O gato é um animal muito diferente do cão no que diz respeito ao temperamento. A sua independência torna mais fácil ter um gato em casa do que um cão, na maior parte das situações. O problema
consiste em mantê-lo em casa quando atinge a maturidade sexual.
 
Dados fisiológicos
Temperatura rectal: de 38 a 38,5 graus centígrados.
Frequência respiratória: 10 a 25 por minuto.
Frequência cardíaca: 110 a 130 batimentos por minuto nos adultos e 180 a 200 bpm nos jovens.
 
Alimentação
Quem tem um gato quer estar sempre seguro de que as refeições que lhe serve são equilibradas para atender às necessidades de nutrição do animal. Isso só é possível com o uso de alimentos especialmente preparados para ele. Hoje, existem no mercado vários alimentos completos e equilibrados que atendem totalmente às necessidades de nutrição dos gatos.
Deve ter sempre à disposição do gato água fresca, qualquer que seja a dieta. Os gatos diferem muito quanto à quantidade de alimento que necessitam, que varia conforme o tamanho, a raça, o estado e as características de cada animal. A maioria dos gatos está bem adaptada para controlar o alimento que ingerem em relação às suas necessidades. Como normalmente os alimentos industrializados têm uma alta aceitação, poderá acontecer que o gato coma em excesso. Por esta razão, é sempre recomendável observar as indicações nas embalagens dos pacotes de ração. Os gatos raramente se tornam gordos, mesmo sendo animais bastante preguiçosos. Mas os gatos castrados podem muitas vezes tornar-se obesos. Para evitar isso, é aconselhável reduzir a quantidade de comida e alimentá-los de forma mais equilibrada. A menos que deseje que o seu gato procrie, procure a orientação do seu veterinário assistente sobre castração e outras formas de controlo da reprodução.
 
Vacinação
Os gatos devem ser vacinados enquanto jovens e revacinados anualmente. As doenças que fazem parte do esquema de vacinação do gato são a Rinotraqueíte, Calcivirose, Panleucopénia, Leucemia felina e Raiva.
 
Higiene
Os gatos são animais muito limpos e tomam vários banhos por dia, ou seja, eles promovem a sua própria higiene, lambendo-se diariamente. Mas se for necessário dar-lhes banho, use sempre água morna e seque cuidadosamente o pêlo com uma toalha ou secador. Mantenha a caixa sempre limpa substituindo o fundo (areia por exemplo) pelo menos uma vez por semana; coloque-a num local tranquilo longe da comida; nunca coloque a caixa em cima de uma carpete ou alcatifa pois estas serão mais atractivas para o gato urinar; não troque frequentemente o local da caixa pois pode confundir o gato. Se o seu gato se recusar definitivamente a usar a caixa experimente alterar a sua areia/conteúdo. Existem diferentes tipos de areia para as caixas higiénicas dos gatos disponíveis à venda nas lojas de animais de estimação.
O prato de comida deve ser lavado após a alimentação do gato e a lavagem deve ser feita em separado da louça da família. Nunca use um de seus próprios pratos para o seu animal de estimação.
Os gatos são animais de estimação domésticos e relativamente auto-suficientes. Por isso mesmo, ideais para lares de muito trabalho. Contudo, se as circunstâncias negarem companhia humana durante a maior parte do dia, é preferível ter dois gatos do que apenas um, já que estes animais apreciam a companhia de seus semelhantes.
Os machos têm com frequência problemas urinários, sendo a formação de cálculos renais uma das situações mais frequentes pelo que é necessário uma dieta adequada. Restos, não são uma alimentação correcta.
 
Desparasitação
A desparasitação interna deve ser efectuada regularmente todos os meses até aos 6 meses de idade. A desparasitação de parasitas externos como pulgas e carraças deve ser efectuada com a periodicidade necessária especialmente nos meses do Verão. Siga sempre as indicações do seu veterinário assistente que é o único profissional credenciado para o aconselhar.
 
Reprodução
Deve ter em consideração os cios dos gatos, que podem ser até 4 por ano. O macho recorre à marcação de território servindo-se para isso da emissão de urina, o que é muito desagradável. Por sua vez a fêmea levará ao aumento da população de sua casa em pouco tempo, se não tomar precauções. Para este efeito, são desaconselháveis injecções ou comprimidos. A melhor situação será a esterilização, tanto em termos de comportamento, como, no caso das gatas, por diminuir a possibilidade de ocorrência de massas tumorais localizadas. Caso deseje crias do seu gato aguarde pelo menos até ao terceiro período de cio.
A gestação leva entre 58 a 70 dias.
 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.